seja como flor e será



brasil dois mil e




e veio o dia em que uma flor passou pro lado de . aquele foi o começo do fim de tanto cinza gris derretendo-se no finado ontem . as mãos descruzam-se , braços . as armas são outras : abraços . o amor sempre foi importante , porra ! e enfim houve amor em sp . ouve ? o hoje começou ao vivo e em cores pra vivos pras flores pra g   e   n   t   e

e veio o dia em que uma flor passou pro lado de . aquele foi o começo do fim de tanto cinza gris derretendo-se no finado ontem . as mãos descruzam-se , braços . as armas são outras : abraços . o amor sempre foi importante , porra ! e enfim houve amor em sp . ouve ? o hoje começou ao vivo e em cores pra vivos pras flores pra g   e   n   t   e

e veio o dia em que uma flor passou pro lado de . aquele foi o começo do fim de tanto cinza gris derretendo-se no finado ontem . as mãos descruzam-se , braços . as armas são outras : abraços . o amor sempre foi importante , porra ! e enfim houve amor em sp . ouve ? o hoje começou ao vivo e em cores pra vivos pras flores pra g   e   n   t   e

e veio o dia em que uma flor passou pro lado de . aquele foi o começo do fim de tanto cinza gris derretendo-se no finado ontem . as mãos descruzam-se , braços . as armas são outras : abraços . o amor sempre foi importante , porra ! e enfim houve amor em sp . ouve ? o hoje começou ao vivo e em cores pra vivos pras flores pra g   e   n   t   e

e veio o dia em que uma flor passou pro lado de . aquele foi o começo do fim de tanto cinza gris derretendo-se no finado ontem . as mãos descruzam-se , braços . as armas são outras : abraços . o amor sempre foi importante , porra ! e enfim houve amor em sp . ouve ? o hoje começou ao vivo e em cores pra vivos pras flores pra g   e   n   t   e
e veio o dia em que uma flor passou pro lado de . aquele foi o começo do fim de tanto cinza gris derretendo-se no finado ontem . as mãos descruzam-se , braços . as armas são outras : abraços . o amor sempre foi importante , porra ! e enfim houve amor em sp . ouve ? o hoje começou ao vivo e em cores pra vivos pras flores pra g   e   n   t   e

e veio o dia em que uma flor passou pro lado de . aquele foi o começo do fim de tanto cinza gris derretendo-se no finado ontem . as mãos descruzam-se , braços . as armas são outras : abraços . o amor sempre foi importante , porra ! e enfim houve amor em sp . ouve ? o hoje começou ao vivo e em cores pra vivos pras flores pra g   e   n   t   e



esse poema é dedicado a toda e qualquer marcha que, inteiramente, marchar pela liberdade...

 
dedicado também à pessoa autora da imagem...


e a quem recebeu e cuidou da flor...





... e ainda a quem pintar o 7!




.

3 comentários:

  1. Sensacional seu blog e postagens!
    Parabéns! Sigo. Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. opa, bruno!

    gratidões de cá, meu caro! e vamos em com-tato! grandes abraços!

    ResponderExcluir

graças pela partilha!

licença creative commons
este trabalho de rafa carvalho, foi licenciado com uma licença creative commons - atribuição - não comercial - compartilha igual 3.0 não adaptada.