Mini-Malismos: Poemas Curtos Curtidos Em Ônibus



partilha sem censura de todos os rabiscos de uma vinda de sampa pra cá...

ah, duas observações curiosas:

- no trajeto, uma brincadeira insistente como de criança com o prefixo 'ex' (não que não se notaria...)
- uma média séculovinteúnica de 0,16262222 poema/km


banho-maria

a água quente pra alguém é fria pra ela
a água quente pra ela é ‘fria’ pra alguém
ex-fria a pele esquenta


oriente-se

high cai,
que tá na moda


sanidade

inspire
ex-pire


direito à brincadeira

e o joão,
roubou pão na casa de quem?


poema-entidade

poema
em ti
dá:


in-vers(n)o

ex-quente não
que o calor é bom


joão são

haicai balão,
haicai balão,
aqui na minha mão.


mamãe, vou prà áfrica

m’em Gana
que eu gosto


brasileirinho

ex-banjo
porque agora toco cavaquinho!


sociedade dos poetas mortos

algum vivo aí?


a mulher do vizinho

ex-pancada
agora é toda amor


vidamortevidamortevi

vida
morte
vidamoremorte
vidamaréamarémorte

vidamor
vidamore
vidamorearte
vidamoremarte

àroma
emarte

vidamortevi
vi,d’amor te vi


quando o amor pede passagem

_ moça, que ônibus era aquele que acabou de passar?
_ o meu...
.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

graças pela partilha!

licença creative commons
este trabalho de rafa carvalho, foi licenciado com uma licença creative commons - atribuição - não comercial - compartilha igual 3.0 não adaptada.